Aug 262016
 

DentAmerican Ethnologist, Volume 43, Issue 3, August 2016.
Descrição em Português
| Full Text (English)

Around the world, antipiracy NGOs train police to recognize the unauthorized use of music and films and to publicly destroy illicit CDs and DVDs. For those who enforce laws governing intellectual property (IP), music and film piracy underscores how digital reproduction can be conceived of as forgetful, inconstant, and promiscuous.

In Brazil, discourses about “cleaning” (limpeza) unite incitements to greater security, more active governance, and stricter IP enforcement. Understanding the global dynamics of IP policing requires analysis of ideologies of material purity and the historicity associated with them. This ethnography of antipiracy NGOs, law enforcement, and informal economies in southern Brazil brings together the anthropologies of mediation and IP, arguing that producers and consumers of digital texts are becoming increasingly anxious about how those texts circulate. [intellectual property, policing, piracy, materiality, digital media, NGOs, Brazil]

Português:

Em todo o mundo, ONGs anti-pirataria capacitam as polícias para que estas reconheçam a utilização não autorizada de música e filmes e para que destruam publicamente CDs e DVDs ilícitos. Para aqueles que fazem cumprir as leis que regulam a propriedade intelectual (PI), a pirataria de música e filmes evidencia como a reprodução digital pode ser concebida como esquecida, inconstante e promíscua. No Brasil, discursos sobre limpeza unem incitamentos a uma maior segurança, uma governança mais activa, e um respeito mais estrito pela PI. Compreender as dinâmicas globais do policiamento da PI requer uma análise das ideologias da pureza material e da historicidade a elas associada. Esta etnografia de ONGs anti-pirataria, cumprimento da lei e economias informais do Sul do Brasil junta as antropologias da mediação e da PI, argumentando que produtores e consumidores de textos digitais estão a ficar crescentemente ansiosos sobre a forma como esses textos circulam. [propriedade intelectual, policiamento, pirataria, materialidade, mídia digital, ONGs, Brasil]

Full text on the American Ethnologist,website:

http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/amet.12336/full

Share